Júri em Sorocaba condena homem acusado de estuprar e matar jovem

Réu foi sentenciado a mais de 30 anos.         A Vara do Júri e das Execuções Criminais da Comarca de Sorocaba condenou ontem (12) a 30 anos, seis meses e dez dias de reclusão em regime fechado um homem acusado de homicídio qualificado, estupro e ocultação de cadáver de jovem.         Consta nos autos que a vítima estava falando ao celular na calçada em frente à sua residência quando o réu, ameaçando-a com uma faca, obrigou a jovem a ir com ele até um terreno baldio. Após estuprá-la, matou a vítima com persos golpes de faca na região do pescoço e do tórax. Em seguida enterrou-a nua no fundo do terreno baldio, em meio a entulhos de uma construção.         “O acusado, mediante mais de uma ação, cometeu os crimes reconhecidos pelo Conselho de Sentença, devendo ser aplicadas cumulativamente as penas privativas de liberdade em que haja incorrido”, escreveu em sua decisão o juiz Emerson Tadeu Pires de Camargo.         Cabe recurso da decisão. O réu não poderá apelar em liberdade.         Processo nº 0027121-55.2014.8.26.0602                    imprensatj@tjsp.jus.br
13/02/2019 (00:00)
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia