Nossa missão é o ser Porto Seguro do Empresário
Planejamento Tributário
Revisão de Contratos Bancários
Direito do Trabalho
Recuperação Judicial
Direito Empresarial

Noticias Juridicas

Desembargador defende medidas para manutenção do programa Segurança Presente

Presidente do Fórum Nacional de Mediação e Conciliação, o desembargador César Cury, do TJRJ, defende a manutenção do Programa Segurança Presente, de policiamento ostensivo em várias áreas do Rio, em funcionamento desde 2016. O programa recebe apoio financeiro da Fecomércio RJ e do Sesc/Senac, mas o interventor na entidade, Luiz Gastão, manifestou intenção de suspender o serviço. “O Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec) interage com vários segmentos da sociedade organizada e com as empresas temos a intenção de estabelecer um fórum em que todas as questões possam ser expostas para que as partes tenham a oportunidade de apresentar as suas justificativas e razões e assim elucidar as eventuais dúvidas sobre a viabilidade, o êxito, proveito do projeto de modo a apresentá-lo, preservá-lo e aperfeiçoar ainda mais”, afirmou o desembargador, em entrevista à TV Bandeirantes, nesta quarta, dia 10. Durante a entrevista, o magistrado ressaltou que é preciso encontrar caminhos além de processos judiciais em curso nos tribunais. Segundo o desembargador, a iniciativa da Operação Segurança Presente é importante para ajudar no combate ao crime, mas também ao tratar da situação limite, depois que a corrupção e a violência já ocorreram. Por isso, o magistrado acha importante a preservação do programa Segurança Presente, que atua no Centro, no Aterro do Flamengo, na Lagoa e no Méier. O desembargador também alertou para o nível em que as situações são tratadas como naturais, decorrência da degradação da sociedade. Em referência a envolvidos em crimes, conflitos envolvendo comerciantes, moradores, cidadãos, e usuários dos serviços ele citou a importância para a diminuição das ocorrências processuais. “O objetivo é evitar situações de conflitos que possam resultar em demandas judiciais que sempre trazem uma complicação maior e ao mesmo tempo preservar os programas que sejam proveitosos para a sociedade do Rio de Janeiro”, disse o desembargador. SV/ JAB
10/01/2018 (00:00)
Rua José Alexandre Buiaz  , 300  , Ed. Work Center, Sala 902
-  Enseada do Sua
 -  Vitória / ES
-  CEP: 29050-545
+55 (27) 3222-5354+55 (27) 988773545
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia