Noticias Juridicas

Corte Solidário: Palácio da Justiça sedia campanha do Outubro Rosa

Participantes doaram cabelo para confecção de perucas.           O Tribunal de Justiça de São Paulo promoveu hoje (9), pelo terceiro ano consecutivo, o evento Corte Solidário, no Palácio da Justiça. A arrecadação gerada com cortes de cabelo e mechas doadas foi encaminhada para a ONG Cabelegria (www.cabelegria.org), que confecciona perucas a pacientes em tratamento quimioterápico. O valor arrecadado dobrou e o número de pessoas que conseguiram doar mechas triplicou, em relação ao ano passado.         Esse projeto integra o Outubro Rosa, campanha mundial que busca conscientizar mulheres sobre a prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama, aumentando as chances de cura e reduzindo a mortalidade. Segundo Tarcísio dos Santos, diretor de Assistência e Promoção à Saúde da Secretaria da Área da Saúde (SAS) do TJSP, “o tribunal sempre participou do Outubro Rosa, geralmente promovendo palestras. Chegou um ponto em que a gente sentiu a necessidade de organizar algo mais efetivo. Contatamos alguns parceiros que aceitassem o voluntariado e tudo foi se desenrolando”.         Em parceria com o Soho Hair, o programa arrecadou R$ 6.012,00, incluindo doações espontâneas de pessoas que não cortaram o cabelo, mas quiseram contribuir com a causa. Ao todo, 215 pessoas passaram pelos cortes e cerca de 120 doaram mechas, o que era possível apenas quando o corte alcançava, no mínimo, 20 centímetros de cabelo. Luis Cesar Bigonha, diretor-geral do Soho Hair, disse que o Tribunal de Justiça é um grande parceiro e que, a partir do sucesso de ações como essa e do interesse da sociedade em participar, a empresa estuda criar um projeto social voltado a crianças com tricotilomania (transtorno psicológico que gera impulso incontrolável em arrancar o próprio cabelo).         De fato, o evento cresceu e já conta com um público fiel. É o caso da veterana Vanessa Silva Azevedo Teixeira que, neste ano, trouxe seu filho Pedro Azevedo, de 10 anos. “É a segunda vez que faço doação. Ano passado, quando doei, expliquei para o Pedro o motivo e o destino das mechas. Ele gostou da atitude e decidiu, por conta própria, deixar o cabelo crescer durante um ano para cortar no dia de hoje. Agora ele vai curtir o cabelo curto e me disse que, a partir de março, vai deixar crescer novamente para doar no ano que vem”, contou.         Já Mariana Robrahn, fundadora da ONG Cabelegria, falou que, nesta edição, a equipe optou por trazer costureiras ao Palácio da Justiça para confeccionar perucas durante o evento. “A ação nos ajuda com a doação de mechas, mas também com a transformação dos cabelos em perucas, que é parte essencial do processo. Há muita dificuldade em arrecadar verba para confeccionar as perucas e o Corte Solidário do TJSP nos possibilita isso. No ano passado, conseguimos produzir por volta de 40 perucas e, neste ano, conseguiremos o triplo”, disse.         Mais fotos no Flickr.                    imprensatj@tjsp.jus.br
09/10/2018 (00:00)
Rua José Alexandre Buiaz  , 300  , Ed. Work Center, Sala 902
-  Enseada do Sua
 -  Vitória / ES
-  CEP: 29050-545
+55 (27) 3222-5354+55 (27) 988773545
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia